Rua Guilhermino Rezende, 187 - São José - Aracaju / Se
contato@ihhs.com.br
AVISO:
NOSSO ESTOQUE DE O NEGATIVO ESTÁ CRÍTICO. FAÇA UM ATO ALTRUÍSTA!!DOE SANGUE E AJUDA A SALVAR ATÉ 3 VIDAS.

Seja um doador

Colocamos nesta página algumas dicas e dúvidas frequentes de novos doadores.
Entre para o time que salva vidas!

Condições que impedem a doação Definitivamente
Malária.
Doenças Cardíacas, Asma, Diabetes Mellitus.
Hepatite após os 10 anos de idade.
Uso de drogas ilícitas injetáveis.
Câncer, cirurgia cardíaca, neurológica ou bariátrica (redução de estômago).
Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecto-contagiosas: Hepatite B e C, AIDS (HIV), HTLV I/II e Doença de Chagas.
O Serviço de Hematologia e Hemoterapia segue com rigor a legislação para doação de sangue estabelecida pelo Ministério da Saúde.
Condições que impedem a doação temporariamente





Ingestão de leite e derivados, frituras e alimentos gordurosos 4 horas antes da doação.
Ingestão de bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação.
Transfusão de sangue nos últimos 12 meses.
Cirurgia de pequeno porte (nos últimos 3 meses) e de grande porte (nos últimos 6 meses).
Endoscopia e colonoscopia nos últimos 6 meses.
Tatuagens nos últimos 12 meses.
Gripe, resfriado ou alguma infecção nos últimos 7 dias.
Vacinação.
Relações sexuais com múltiplos parceiros ou parceiros desconhecidos ou sem o uso de preservativo nos últimos 12 meses.
Gravidez, amamentação ou aborto nos últimos 3 meses.
Uso de alguns medicamentos. (ANTIBIÓTICOS E/OU ANTI-INFLAMATÓRIOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS, MEDICAÇÕES CONTROLADAS, REPOSITORES DE HORMÔNIOS TIREOIDIANOS).
Cuidados após a Doação
Ingerir bastante líquido.
Aguardar pelo menos 15 minutos antes de sair do Serviço de Hemoterapia.
Não fumar 2 horas após a doação.
Não fazer esforço com o braço que foi puncionado.
Não realizar exercício físico.
Manter o curativo por 4 horas após a doação
Doação de plaquetas
As plaquetas são elementos do sangue que ajudam no controle de sangramentos. São utilizadas principalmente para portadores de doenças onco-hematológicas como leucemias, pacientes transplantados, pacientes em quimioterapia ou pacientes que sofrem grandes cirurgias.

Por meio da aférese, o sangue do doador é retirado, as plaquetas separadas e, então, os demais componentes do sangue são devolvidos ao doador. A aférese é um processo seguro, feito com material descartável que leva, em média, 90 minutos.

As plaquetas podem ser mantidas em estoque, no máximo, por cinco dias. Esse é um dos fatores que contribuem para a necessidade constante de doação de plaquetas.

Na doação de plaquetas por aférese é possível coletar de um único doador, o número de plaquetas suficiente para transfusão em um adulto. Numa doação de sangue convencional, seriam necessários seis doadores para obter o mesmo número de plaquetas.
Intervalo entre as doações
Homens 60 dias: até 4 doações por ano
Mulheres 90 dias: até 3 doações por ano
O que é necessário para doar sangue?
Estar em boas condições de saúde.
Trazer um documento original com foto emitido por órgão oficial (R.G., Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação ou Carteira dos Conselhos Regionais).
Ter se alimentado bem (não ingerir leite e derivados, frituras e alimentos gordurosos 4 horas antes da doação).
Não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação
Ter repousado no mínimo 6 horas antes da doação.
Não fumar 2 horas antes da doação.
Quem pode doar sangue?
Homens e mulheres entre 18 e 69 anos; limite máximo de idade para a primeira doação é de 60 anos;
Menores entre 15 e 17 anos com autorização escrita do responsável pelo mesmo;
Pesar Acima de 50Kg de peso corpóreo.